Origens do Modern Arnis


Na História Antiga das Filipinas, os filipinos foram sempre considerados como espadachins habilidosos. Combate com espadas foi ao mesmo tempo uma arte e uma habilidade, que protegeu nossos antepassados de invasores que pretendiam conquistar suas amadas ilhas.

Tais habilidades foram reconhecidos como uma poderosa arma durante o regime espanhol, Arnis (Kali / Eskrima) é uma arte antiga, praticada visando a auto-defesa dos filipinos durante o período pré-espanhol. No período colonial, Arnis foi usada para lutar contra os invasores espanhóis. A posição dos filipinos contra a superioridade de seus adversários, é constantemente homenageada ao longo de sua história.

O governo espanhol teve a oportunidade de confrontar seus soldados com muitos mestres filipinos, de modo que prontamente estes reconheceram essas habilidades como poderosas armas contra o regime, assim as pessoas foram proibidas de exercer sua arte e as armas de corte foram proibidas. Determinados a não perder a sua habilidade, os filipinos revolucionaram, substituindo a espada pelo bastão de rattan, dando a ela o nome de Arnis.

Professor Remy Presas Amador fundou o moderno sistema de Arnis em 1957 em sua cidade natal de Hinigaran, Negros Occidental, região central das Filipinas. Ele formou a Federação de Modern Arnis das Filipinas, em 1972. Antes de partir para uma promoção global do Arnis, confiou o comando a um aluno de seu círculo familiar, para que ele pudesse dar continuidade nas Filipinas.

Como o pai do Modern Arnis e embaixador de artes marciais filipinas para os EUA, ele organizou a Federação Internacional de Modern Arnis Inc. em junho de 1991 e recebeu o prêmio Hall of Fame pela 3 ª vez.

Durante seus 25 anos nos Estados Unidos, Remy voltou várias vezes para as Filipinas para observar e desenvolver o Modern Arnis em seu país natal. O resultado é uma geração inteira de filipinos – jovens e idosos, incluindo mulheres e crianças – dedicadas à prática e promoção de Modern Arnis, bem como a preservação e apoio a todas as artes marciais filipinas.

Nos Estados Unidos, Arnis também ganhou reconhecimento como as artes marciais favorita escolhida por autoridades militares e policiais, pois graças a seus movimentos e suas formas, um praticante de Arnis, comumente chamado de Arnisador, pode facilmente escapar muitas formas de ataques de rua.

Na Europa, a Alemanha investiu muito em sua propagação, como evidenciado pelo sucesso FMA dois festivais foram realizados no país em fevereiro de 2002 e março de 2004.

Os princípios do Arnis podem ser aplicados mesmo que a única coisa que você tenha em sua posse no momento do ataque seja um telefone celular, uma bolsa, um guarda-chuva, uma esferográfica ou mesmo apenas as mãos vazias. O conhecimento do Arnis pode ser muito útil para o nosso dia a dia vida não apenas como defesa pessoal, mas como um excelente exercício para estimular os movimentos do corpo e permitir uma melhor saúde.

Os fundamentos da IMAFP foram plantadas em 1995, quando Grandmaster Remy Presas instruiu seu ex-aluno, Shishir Inocalla, a juntar antigos e novos estudantes de Modern Arnis, para juntos estabilizarem a Federação Internacional de Modern Arnis nas Filipinas. O processo de desenvolvimento culminou, em 2000, quando a GM Remy Presas inaugurou o primeiro quadro de diretores e administradores do IMAFP.

Professor Remy Presas A. sonhou of Modern Arnis tornando-se a arte marcial do mundo antes de se aposentar e trouxe a arte de volta à sua terra natal. A Federação Internacional de Modern Arnis Filipinas, Inc. (IMAFP) foi fundada pelo Grão-Mestre A. Remy Presas em fevereiro de 2000 em Manila, antes de falecer em 28 de agosto de 2001. Até hoje os praticantes ainda choram a perda de um grande mestre, Pai do Modern Arnis.

Com a morte do Mestre Remy Presas, os filipinos lamentaram o falecimento de um grande mestre e líder. Foi muito triste que ele tenha falecido longe de casa, onde nenhum de seus familiares, alunos e colegas pudessem estar presentes. Privados da possibilidade de confortá-lo em seus últimos dias, os seguidores do Mestre Presas prometeram que iriam continuar o seu trabalho das Filipinas, para garantir que seu sonho fosse honrado e realizado.

Aqui nas Filipinas, nem todos os filipinos estão cientes de que Arnis é o legado dos nossos antepassados, a riqueza oculta que os nossos ancestrais nos deixaram para cultivar e desenvolver

Os Mestres do Modern Arnis
As artes marciais filipinas, particularmente arnis, são guiadas pelo espírito da tradição. Isso é verdadeiro apesar das inúmeras inovações e técnicas que foram desenvolvidas durante os tempos modernos, ou a muitos estilos que surgiram diante da genialidade de muitos mestres. Eles continuam a ser guiado por um espírito amante da liberdade, característica dos filipinos e que se manifesta em sua cultura e história.

O Conselho de Mestres do Modern Arnis é o guardião da tradição, bem como o seu espírito-guia. Muitos dos mestres têm treinado nas artes marciais filipinas desde a infância. Eles foram presenteados com o conhecimento passado de geração em geração. Nos tempos antigos, os mestres não eram adornados com cintos ou faixas, não era necessário. Não havia exames de graduação, sendo a promoção vista no campo de batalha real do combate.

É esta tradição que estimula os mestres IMAFP para realizar a tarefa de fortalecer as raízes clássicas do Modern Arnis.

Modernização
Grandmaster Remy Presas instalou e padronizou as faixas e sistema de classificação, a fim de impor um padrão moderno de segurança, regras de jogo, e promoção de Arnis. Ele inovou o método pelo qual arnis pode ser ensinado e praticado com as garantias e regras. Com a ajuda de seus alunos e outros mestres, as regras atuais e as normas do Modern Arnis têm sido desenvolvidas e documentadas para orientar a realização das competições desportivas e torneios, incluindo sistemas de pontuação, armadura acolchoada, capacete e definições sobre comprimento e peso das armas.

Os mestres IMAFP continuam a inovar e desenvolver novas técnicas. Eles também lideram a pesquisa pela recuperação dos aspectos perdidos das artes marciais filipinas. Sua mais importante contribuição para a preservação e o desenvolvimento da arte é o contínuo trabalho de ensinar as novas gerações de estudantes. Hoje, o uso de Arnis ganhou aceitação mundial como mais e mais países abraçam a tradição filipina.

Grão-Mestre e Pai do Modern Arnis havia cumpriu seu sonho: trazer a arte de volta para seu povo, e ao mesmo tempo fazer com que essa desfrutasse do sucesso e apreciação a nível mundial.

Arnis é agora o esporte acional das Filipinas e sua principal arte marcial. É uma herança cultural, uma arte marcial completa e perfeita, e acima de tudo, o orgulho do povo filipino.

livre tradução do texto “Modern Arnis Vision”

Brazilian Modern Arnis


Modern Arnis é o sistema de artes marciais filipinas (FMA – Filipino Martial Arts) fundado pelo Grão Mestre Remy Presas na década de 1960. Seu objetivo era manter uma estrutura que carrega-se o espírito tradicional das Artes Marciais, a fim de preservar os sistemas mais antigos de Arnis, aliado a um pensamento moderno de defesa pessoal.

O Brazilian Modern Arnis (BMA) foi fundado em 5 de maio de 2019 na cidade do Rio de Janeiro pelos Guros Tales de Azevedo e Felipe de Paulo. Nosso objetivo é manter e difundir o corpo de conhecimento do Modern Arnis se valendo de uma metodologia pedagógica atualizada e direcionada ao público brasileiro e lusófono.

Nosso foco está em oferecer um treinamento no que é considerado o mais clássico e sólido das artes marciais filipinas, sem desdobramento excessivo em diversos sub-sistemas, oferecendo ao aluno um padrão de qualidade transversal em todas as tradições, possibilitando uma formação sólida e completa.

Arnis é uma arte marcial nascida no final do século XIX nas Filipinas tendo como base a antiga esgrima europeia, aliado a conceitos de combate do sudeste asiático, é uma Arte que trabalha com conceitos de movimentação corporal aplicados ao combate armado e desarmado. O Arnis também é conhecido como Eskrima, Kali, Garrote, além de outros nomes em diferentes dialetos típicos das Filipinas.

Enquanto técnica, o Arnis faz uso de giros e movimentos circulares, acompanhados de golpes de balanço, estocadas e bloqueios, usados de maneira ofensiva e defensiva. É costume que seja praticado com um ou dois bastões ou qualquer outro instrumento simular, empregado como uma ferramenta pedagógica para o aprendizado de diferentes técnicas que podem facilmente ser transpostas para outras ferramentas assim como mãos nuas e pés, para atacar, bloquear, agarrar e projetar, mantendo os mesmos princípios que sejam utilizados com os bastões.

O Brazilian Modern Arnis se encontra filiado a Modern Arnis Tapi Tapi International, liderado pelo Grande Mastre Samuel “Bambit” Dulay, e a Word Family of Modern Arnis.